Hostel no leblon abre bar para integrar hóspedes e moradores


A generosa varanda é um convite para acompanhar o vai e vem da praia e provar o cardápio recheado de referências internacionais e brasilidades

Quem escolhe ficar em um hostel está em busca de algo mais que uma simples hospedagem. Vivenciar o dia a dia da cidade e se integrar aos hábitos locais são das experiências mais buscadas por esse tipo de viajante. Ao mesmo tempo, existe uma curiosidade de quem ainda não experimentou esse tipo de hospedagem, muitos querem entender porque os turistas internacionais, e cada vez mais brasileiros, optam por viajar compartilhando espaços e culturas.

Pensando nisso, o pessoal do Lemon Spirit Hostel, um dos mais antigos do Rio de Janeiro, resolveu abrir as portas da sua casa, em uma das charmosas esquinas do Leblon, para o Lemon Travelers Bar, que também ocupou a generosa varanda de muros baixinhos e de onde é possível acompanhar a vida do bairro e o vai e vem da praia.

“Depois de quase 15 anos de albergue, estávamos seguros e confortáveis neste negócio. Ao mesmo tempo, sempre tivemos vontade de integrar os hóspedes e os moradores. Era hora de apostar nesta ideia”, explica André Martinho, sócio nos dois negócios.

A apenas uma quadra das disputadas areias da praia do Leblon, mochileiros e cariocas podem se misturar em um ambiente contemporâneo e urbano, o espaço interno conta com dois imensos painéis de graffiti criados pelo artista chileno Etienne Cristoffanini. A chef Juliana França, que já deu expediente no No Mangue, assina o cardápio com referências na culinária internacional e aquele toque de brasilidade que todo viajante busca por aqui.

Um dos painéis criados pelo artista chileno Etienne Cristoffanin (Divulgação/Lemon Travelers Bar)

Dentre os petiscos o destaque é o Tap Ok Cube, dadinhos de tapioca com geleia de pimenta artesanal (R$22). Quem prefere uma opção mais refinada pode experimentar o La La Lamb, que traz kaftas de cordeiro com pesto artesanal de hortelã (R$20). Se a fome for um pouco maior, a pedida é experimentar um dos sanduíches criados pela chef. O Marco Pollo leva frango des­fiado ao pesto, pasta de ricota com alho poró e crispy de cenoura no pão folha (R$ 28,00). As opções de sobremesas vão desde um clássico cheesecake com calda de frutas vermelhas, batizado de Red Moon (R$16), até o Tapioca Dulce, um sorvete de tapioca com doce de leite (R$12), bem tupiniquim.

Dadinhos de tapioca com geleia de pimenta artesanal (Maurício Moreno)

O Gin Tônica, bebida que recentemente reconquistou o paladar e o coração dos brasileiros, tem lugar de destaque na carta de drinks. O Gin Tônica Dois Irmãos (R$22), feito com o internacionalmente premiado destilado artesanal brasileiro Amázzoni, leva limão siciliano, limão thaiti e água tônica. Outro destaque é o Muchacha, feito com tequila, tangerina, limão e manjericão (R$18). Além disso, quem passar por lá terá à disposição uma carta de vinhos e espumantes, o clássico chopp gelado e também sucos naturais.

O almoço executivo (R$ 27, com direito a sobremesa) tem um cardápio dinâmico, alterado semanalmente, servido até às 16h. A partir das 17h, e até às 19h, rola happy hour com promoção de chopp e de um dos drinks da casa. Quem quiser ficar por dentro das novidades do cardápio, e do drink em promoção, tem que ficar ligado no perfil deles no instagram.

Lemon Travelers Bar. Rua Cupertino Durão, 56, Leblon. Domingo a terça, 12h à 0h; almoço, 12h às 16h; happy hour, 17h às 19h.

Deixe seu comentário!

Deixe seu comentário!