terça-feira, maio 21, 2024

em alta

spot_img

Hostel da Vila, em Ilhabela, é único brasileiro indicado para premiação internacional

Todo início de ano, o mercado de hostels do mundo todo começa a se movimentar para saber quem serão os premiados com o HOSCARS, considerado o Oscar da hostelaria mundial. Porém, esse ano a coisa vai ser um pouco diferente por conta da pandemia que assolou o mundo e esvaziou os hostels em 2020. Não serão escolhidos os melhores de cada destino, mas sim os negócios que fizeram a diferença de alguma maneira no último ano, divididos em sete categorias extraordinárias.

O representante brasileiro deste ano é o Hostel da Vila, em Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, concorrendo na categoria Community & Social Impact (Impacto Comunitário & Social, em tradução livre) com hostels da Arménia, Jordânia, França e da Nicarágua.  

Até o ano passado, as premiações eram baseadas nas milhões de avaliações deixadas por hóspedes na Hostelworld, uma das principais agências de turismo online do mundo, baseada na Irlanda, presente em mais de 170 países.

Porém, como esse não seria um critério possível em um ano como 2020, eles resolveram olhar para os hostels que de alguma maneira conseguiram se reinventar e que também atuam de maneira colaborativa com as comunidades em que estão inseridos.

Mas a voz dos viajantes não deixará de ser ouvida para essa premiação. A equipe da Hostelworld selecionou os hostels e você poderá escolher o seu preferido entre os cinco de cada categoria. Mas se apresse para votar, que o prazo é só até o dia 18 de abril.

“O senso de comunidade se tornou mais importante do que nunca, e os hostels encararam esse desafio. Eles mantiveram programas de voluntariado, trabalhos de assistência social e eventos de arrecadação de fundos. Todos os finalistas demonstraram o impacto positivo que causaram”, destaca a plataforma na página de votação da categoria, que conta com imagens e um pequeno histórico de porque cada um está concorrendo.

Hostel da Vila Ilhabela: literalmente nota 10

A própria Hostelworld destaca que o Hostel da Vila é um “a ten of ten hostel” (um hostel 10 de 10, em tradução livre), uma alusão à nota máxima alcançada pelo empreendimento nas avaliações da plataforma. Eles destacam ainda que no hostel de Ilhabela os hóspedes podem se hospedar em casas na árvore e teepees, tudo isso cercado de uma quase intocada Mata Atlântica.

Felipe Gamba, turismólogo e um dos sócios do hostel, afirma que o interesse por esse tipo de opção de hospedagem diferente é “daquele viajante que tem tesão mesmo em viver uma experiência diferente em cada viagem. Por isso estamos sempre nos reinventando com a ideia de que a mesmice não pode acontecer.”

Com duas unidades, uma no Centro Histórico (Vila) e outro na paradisíaca Praia do Bonete, eleita pelo inglês The Guardian como uma das 10 mais bonitas do mundo, foi a valorização da cultura caiçara e de atletas locais que atraiu a indicação a esse que é o principal prêmio da hostelaria mundial.

A cultura caiçara, tão rica e cheia de peculiaridades, é passada para os hóspedes como forma de criar respeito e real conexão com o modo de vida local. Além disso, eles patrocinam dois jovens e promissores surfistas locais, fornecendo equipamentos e financiando as viagens para competições.

A gente já noticiou aqui no Brasil Hostel News alguns desses quartos diferentes, queridinhos dos mais de 90 mil seguidores que o hostel tem no Instagram. Tem uma matéria falando dos hostels que foram muito além do beliche, com destaque para a Kombi Hippie, as Cabanas e as Casas na Árvore; contamos com exclusividade também quando eles estacionaram um veleiro no meio da mata e fizeram um quarto; e noticiamos em primeira mão as novidades criadas durante os cinco meses em que o hostel ficou fechado em 2020, os Domos e os Teepees.

Hostels brasileiros no mapa dos melhores do mundo

Nos últimos anos, os hostels do Brasil têm garantido presença constante na lista de melhores do mundo da Hostelworld. A profissionalização do mercado, o crescimento promovido pelos megaeventos (Copa do Mundo e Jogos Olímpicos), e os esforços das hosteleiras e hosteleiros brasileiros para elevar o nível do mercado nacional, colocou de vez os hostels nacionais no mapa dos mochileiros do mundo todo.

O Discovery Hostel, no Rio de Janeiro, foi considerado o segundo melhor hostel da América Latina em 2015, 2016 e 2017, ano em que também levou o prêmio de melhor do Brasil, colocação que repetiu em 2018. Em 2020 eles se sagraram como o hostel mais popular da cidade.

Em janeiro de 2019, o Ô de Casa Hostel, de São Paulo, foi eleito o melhor do Brasil e, no início de 2020, considerado o segundo melhor da América Latina; o Green Haven Hostel, em Ubatuba/SP, já tinha levado o prêmio de melhor do Brasil em 2015, ano em que também ficou no topo dos melhores da América Latina, e repetiu a colocação de melhor do país em 2020

“Depois de um ano muito difícil para todos, foi com muito orgulho que recebemos a indicação para essa premiação. É importante para nosso negócio, mas também para o mercado Brasileiro, que se mantém mais um ano com um representante no Oscar do nosso setor”, comemora Gamba, o indicado deste ano.

Saiba como votar no Hostel da Vila!

Que tal dar aquela força para termos um hostel Brasileiro entre os vencedores? Para votar é só entrar nesse link, você será encaminhado diretamente para a página da categoria em que o Hostel da Vila está concorrendo.

Depois de um rápido cadastro, para garantir a lisura do processo, é só deixar seu voto. E além de participar da premiação, quem votar pode ganhar prêmios como vouchers (em EUROS) para usar em hostels do mundo todo. Nada mal, hein?

Foto principal: Rolê360

 

Diego Bonel
Diego Bonel
Jornalista especializado na cobertura do mercado de hostels no Brasil. Desde 2017, está mergulhado na vivência dos hostels pelo país. Adora conhecer as histórias dos viajantes pelo caminho e criou o Brasil Hostel News para compartilhar a cultura hosteleira entre os viajantes brasileiros.

7 COMMENTS

Comments are closed.

Leia Também

Pular para o conteúdo