sábado, junho 15, 2024

em alta

spot_img

Hostel em Búzios cria clube e vira ‘casa de praia compartilhada’

Fotos: Lucian Antunes

As praias Búzios se tornaram internacionalmente famosas desde que, na década de 1960, a atriz francesa Brigitte Bardot, escolheu o pacato vilarejo de pescadores para fugir dos paparazzis que a perseguiam no Rio de Janeiro.

De lá pra cá a cidade se transformou, ganhou a cenográfica Rua das Pedras, diversas opções de gastronomia e compras, e atrai turistas de todo o mundo. Esse movimento acabou colando na cidade o rótulo de um destino caro, sem muitas opções para quem viaja com o orçamento mais apertado.

Imagem que o empresário Gabriel Correal, do Yolo Hostel, pretende desmistificar com a criação do Yolo Hostel Clube, que tem nos moradores das cidades próximas seu principal foco.

“Muita gente de Macaé e Rio das Pedras, por exemplo, que adora vir para Búzios mas acha pesado pegar estrada depois de um dia todo de praia. Estamos abrindo o hostel como uma opção muito acessível de hospedagem para esse público. Todo mundo agora pode ter uma casa de praia em Búzios”, detalhou o hosteleiro.

A casa fica no bairro do Geribá, menos de 500 metros da praia mais procuradas por surfistas.

Os membros do clube pagam uma mensalidade de R$50,00 e podem ficar até 4 fins de semana (sexta e sábado) por mês em um quarto compartilhado. Os créditos não são cumulativos para os meses seguintes e nem podem ser passados para outra pessoa.

Todas as regras e detalhes da adesão eles enviam assim que o interessado faz o primeiro contato. Depois de quatro meses de assiduidade, o membro ganha o direito a usar um dos quartos privativos em um dos fins de semana, aí tem direito a um acompanhante.

Além da hospedagem, o hostel está se movimentando para conseguir oferecer outras vantagens aos membros do clube como desconto em festas, passeios e outras atrações turísticas da cidade. Quem quiser saber mais informações, é só entrar em contato com o hostel pelas redes sociais.

“Além das regras do clube, mandamos dicas de comportamento e de como as coisas funcionam em um hostel”, ressalta Gabriel que também faz questão de destacar que a iniciativa tem a função de disseminar a cultura de hostel e quebrar barreiras. “Muita gente tem uma trava com essa coisa de dividir quarto e tem até arrepios em pensar no banheiro compartilhado”, diverte-se.

Diego Bonel
Diego Bonel
Jornalista especializado na cobertura do mercado de hostels no Brasil. Desde 2017, está mergulhado na vivência dos hostels pelo país. Adora conhecer as histórias dos viajantes pelo caminho e criou o Brasil Hostel News para compartilhar a cultura hosteleira entre os viajantes brasileiros.

Leia Também

Pular para o conteúdo