sábado, junho 15, 2024

em alta

spot_img

8 dicas de como escolher um hostel sem cair em roubadas

É nas áreas comuns que viajantes do mundo todo se reúnem e surgem as melhores amizades. (Café Hostel, São Paulo) Crédito: Divulgação/FB

A troca de experiências culturais e de vida; o ambiente acolhedor de casa de amigo; a informalidade que aproxima funcionários e hóspedes.

Essas são apenas algumas das razões que levam cada vez mais brasileiros a optarem por se hospedar em espaços em que o compartilhamento dá o tom da viagem.

Além dos valores atrativos que garantem, que mesmo em tempos de orçamentos mais apertados, aqueles dias de descanso tão esperados não fiquem só nos planos.

Com o aumento da oferta nas principais cidades do país, depois dos grandes eventos que o Brasil recebeu, fica cada vez mais difícil saber como escolher um hostel que melhor se encaixa no seu perfil, bolso e expectativas.

O planejamento da sua viagem, além de prazeroso e de já ir deixando aquele gostinho bom, te ajuda a fugir de roubadas e perrengues que podem frustrar sua experiência.

1 – Não de mole na hora de avaliar a localização

Além de ficar perto de tudo, é importante buscar um hostel que saiba te dar as melhores dicas (Brick Hostel, Porto Alegre). Crédito: Divulgação
Se você está só preocupado com o preço, vamos rever isso aí. Afinal, não adianta muito economizar alguns reais por dia e, cada vez que precisar se descolar pela cidade, ver suas economias escorrendo em um taxímetro, por exemplo.
Além disso, em muitas cidades o trânsito pode te fazer perder momentos preciosos da sua viagem. Use e abuse da tecnologia para fazer pesquisas e ver onde ficam os lugares que você pretende visitar.
Outra coisa importante é dar uma olhada no transporte público disponível perto do hostel. Em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, por exemplo, ficar perto de uma estação de metrô é sempre estratégico.

2 – Fique esperto das redes sociais

Dar aquela stalkeada nas redes do hostel te ajuda a sentir a vibe do lugar (Local Hostel, Manaus).Crédito: Divulgação

Mais uma vez a dica é usar a tecnologia a seu favor. Antes de confirmar sua reserva, procure a página do hostel no Facebook, no Instagram e até no Youtube.

Manter esses canais ativos e atualizados demonstra um interesse em realmente se mostrar para os futuros hóspedes.

Responder comentários e avaliações, e interagir com quem já ficou na casa são pontos positivos que devem contar no momento da sua escolha.

3 – Você tem seu estilo. O hostel também!

Pelas imagens compartilhadas dá pra ver qual o estilo do hostel (Ô de Casa Hostel, São Paulo). Crédito: Divulgação/FB

Além das diferenças de preço, de infraestrutura e localização, cada hostel tem um estilo próprio. A maioria tem um bar que serve de ponto de encontro e socialização.

Alguns fazem um esquenta leve e outros parecem verdadeiras baladas; uns são muito informais e outros se aproximam mais do tratamento de um hotel ou pousada.

O mais importante é você saber o tipo de viagem que você está procurando para não frustrar suas expectativas e depois sair falando que o hostel é ruim.

Navegar pelas fotos e vídeos é uma das melhores maneiras de sentir qual o clima do hostel que está reservando.

4 – Deixe de preguiça e leia as avaliações

Depois da sua hospedagem, aproveite para deixar suas impressões para ajudar outros viajantes (Bricks Hostel, Porto Alegre). Crédito: Divulgação

É muito importante que você dedique um bom tempo lendo as avaliações das pessoas que já passaram por lá.

A dica é ficar de olho nos principais sites de reserva –Booking e Hostelworld– na página do Facebook e no TripAdvisor.

Um detalhe importante é que você filtre muito bem as tanto avaliações maravilhosas como as que esculacham os lugares.

Sabemos que é muito mais provável que alguém que tenha tido algum problema dedique um tempo a escrever uma avaliação ruim, do que alguém que só teve boas impressões pare para escrever um elogio.

Ah, e fique esperto nas respostas do hostel em qualquer tipo de avaliação. A forma como respondem e se posicionam em relação às avaliações negativas é um bom indicador de comprometimento com o serviço.

5 – Confirme tudo que está incluso (ou não) na diária

Tem hostels que incluem o café da manhã na diária e outros que cobram um valor separado. Vale sempre perguntar! (Alice Hostel, São Paulo). Crédito: Divulgação.

Servem café da manhã?

Tem roupa de cama? E toalha?

Preciso levar meu cadeado para o locker?

Que horas é o check-in e o check-out?

Existe uma cozinha compartilhada para hóspedes?

A recepção é 24 horas?

Normalmente essas são as principais perguntas que você deve fazer para saber tudo que está incluído na sua reserva. Mas, como cada um tem suas necessidades, podem surgir outras dúvidas enquanto estiver planejando sua viagem.

6 – Quem não te responde não te merece

Durante o processo da reserva o hostel tem que se mostrar atento às dúvidas e necessidades. Caso contrário, desconfie. (Kaza Rio Hostel, Rio de Janeiro). Crédito: @eyeofshe

Ninguém gosta de ser ignorado, principalmente quando está comprando alguma coisa ou contratando um serviço. Não tem desculpa para deixar um futuro hóspede no vácuo e a tecnologia (mais uma vez ela) está aí para facilitar esse trabalho.

Além de e-mail e telefone, o Facebook, o Instagram e o Whatsapp estão a serviço desse contato direto. Quem não te der atenção quando está tentando te vender alguma coisa, imagine depois que a reserva já tiver sido feita!

7Peça uma confirmação da reserva

Uma das nossas intenções no Brasil Hostel News é valorizar o mercado nacional de hostel e incentivamos que você faça sua reserva sem passar pelos sites internacionais mais conhecidos.

Pode ser pelo Facebook, pelo Instagram, pelo Whatsapp ou pelo site do próprio hostel. Não importa como você fez sua reserva, é sempre importante pedir uma confirmação por e-mail.

8 – Leia atentamente a política de cancelamento

Tire suas dúvidas e sempre conte com a galera da recepção (Teris Hostel, Foz do Iguaçú). Crédito: Divulgação

Ninguém começa a planejar uma viagem pensando em cancelar, mas imprevistos acontecem.

No momento da reserva tire suas dúvidas sobre devolução de valores, principalmente em datas especiais como Carnaval e Ano Novo.

A política de cancelamento normalmente está bem explicada no lugar onde você faz sua reserva e segue o Código de Defesa do Consumidor.

Lembre-se: não tenha nunca vergonha de perguntar!

E aí, já sabe como escolher um hostel?

Essas são as dicas básicas que você deve seguir para ter só boas recordações da sua experiência em um hostel. Isso serve para o Brasil e também para quando você estiver indo para o exterior.

Não se esqueça que gastar um tempinho planejando sua viagem pode te ajudar a se livrar de algumas roubadas.

Diego Bonel
Diego Bonel
Jornalista especializado na cobertura do mercado de hostels no Brasil. Desde 2017, está mergulhado na vivência dos hostels pelo país. Adora conhecer as histórias dos viajantes pelo caminho e criou o Brasil Hostel News para compartilhar a cultura hosteleira entre os viajantes brasileiros.

1 COMMENT

Comments are closed.

Leia Também

Pular para o conteúdo