sábado, junho 15, 2024

em alta

spot_img

Maresias: a praia que reúne surfistas, baladeiros, famílias e amantes da natureza

Saiba onde comer, o que fazer e onde se hospedar em uma das praias mais disputadas do litoral paulista

Com uma faixa de areia branquinha e um mar bem forte, que não à toa virou queridinho dos surfistas, o bairro de Maresias está na costa sul de São Sebastião, no litoral norte de São Paulo.

As atrações estão por todos os lados. Da praia, que além dos surfistas atrai grupos de amigos e famílias; passando pelas exuberantes opções de trilhas e cachoeiras em meio à Mata Atlântica; tem ainda a agitada vida noturna, conhecida internacionalmente; e uma rota gastronômica de respeito.

No verão, é destino certo de quem está procurando praia, sol e muito calor. As ruas e comércio ficam cheios de turistas.

Mas não pense que no inverno a praia fica completamente vazia. É nessa época que rolam as melhores ondas por lá.

Os surfistas se equipam e encaram o mar gelado sem medo, sempre em busca das melhores manobras.

As boas ondas atraem surfistas do mundo todo e, mesmo quem não pega onda, se reúne na areia para acompanhar as manobras. O extremo direito da praia, o Canto do Moreira, é o pico das melhores formações com direito a tubos incríveis. Francisco Cemboraim/Maresias Hostel

O esporte, principalmente depois dos títulos mundiais de Gabriel Medina, cria de Maresias, está inserido não só entre os turistas e profissionais, nos diversos campeonatos que rolam por lá.

O movimento de crianças locais, meninos e meninas, que se deslocam com suas pranchas em direção à praia é intenso. A base vem forte!

Como chegar em Maresias

Maresias é uma das 36 praias que se espalham nos cerca de 100 quilômetros de costa de São Sebastião.

Ao sul do centro da cidade, a praia fica a apenas 180 quilômetros da capital paulista. Porém, o tempo de viagem vai depender de como você vai de deslocar.

Em Maresias não tem caixa eletrônico, então garanta sua grana antes de chegar. Mas relaxa que o PIX é quase a moeda oficial da vila.

Como ir de carro para Maresias

De carro, saindo de São Paulo, a viagem dura em média 3h30, pela BR-101 (sentido Rio de Janeiro), já que a estrada é de pista simples em muitos trechos e tem curvas acentuadas na serra.

Uma das vantagens de ir de carro próprio ou alugado é poder conhecer algumas praias que ficam no entorno de Maresias como a Brava, Galhetas e Toque Toque Pequeno, por exemplo.

Como ir de ônibus para Maresias

Dá para pegar um ônibus, no Terminal Tietê, da viação Pássaro Marrom, mas também tem a opção de usar a Buser. Aí o tempo de viagem pula para quase 5 horas, graças às paradas e à velocidade mais baixa do busão da estrada.

O trajeto pela Rodovia Rio-Santos revela a cada curva uma paisagem mais linda que a outra. A viagem pode até demorar um pouco as vezes, mas essa vista dá aquela compensada. Divulgação

O importante na hora de comprar a sua passagem é garantir que está comprando para Maresias, e não para São Sebastião (rodoviária).

Caso você compre passagem para a rodoviária da cidade, terá que enfrentar os ônibus municipais que levam até o bairro. Digamos que não é a melhor experiência e o trajeto dura, sem trânsito, uns 45 minutos, fora o tempo de espera que é imprevisível.

A maneira que eu mais gosto de viajar para Maresias é usando o aplicativo Blá Blá Car, em que pessoas compartilham suas viagens e dividem os custos.

Por lá também não tem aplicativos como Uber, 99 ou similares. Nem adianta "tentar pra ver se vai". Não vai! 

Curta Maresias de bicicleta

Sou suspeito, já que em toda cidade que eu chego logo busco uma magrela para passear. Essa é, na minha visão, uma das melhores formas de conhecer um novo destino e de quebra mantém a atividade física em dia.

Se a ideia é ficar por Maresias, dá pra fazer tudo caminhando ou alugando uma bicicleta com o pessoal do Bike Maresias. Você pode pegar uma diária e fazer seu próprio roteiro, ir de um canto a outro da praia e descobrir o bairro por conta própria.

Mas se você gosta de também ouvir as histórias locais, conhecer as curiosidades e aqueles cantinhos que só quem vive no lugar sabe, aí vale a pena procurar o BikeTur, do MaresiasTur.

Durante o passeio, o guia – nascido e criado no bairro – vai contando histórias, falando da fauna e da flora e ainda te leva para conhecer uma pequena cachoeira bem perto da vila.

O que fazer em maresias

Se você está na avenida que beira a praia (Rodovia Rio-Santos), é só achar esse beco da foto – na altura da entrada 8 da praia – e entrar sem medo. Em poucos passos chegará na famosa “ruazinha”, que na verdade é um espaço de pouco mais de uma quadra que reúne mais de uma dezena de bares e restaurantes.

Criado em 2018, e com o nome inspirado no famoso Beco do Batman, na Vila Madalena, o Beco da Mulher Maravilha é uma verdadeira galeria de artes a céu aberto. Tem desenhos e ilustrações de diversos artistas reconhecidos, mas também a colaboração de crianças que deixaram suas cores traços e mensagens. Rafael Rolim/Maresias Hostel

Na esquina com o Beco da Mulher Maravilha, está o clássico Santo Gole que atrai um público que curte pop rock. A casa é um clássico de Maresias e mantém uma agenda recheadas de bandas.

Ali já começa uma sequência de bares, baladas, restaurantes e muita música ao vivo, principalmente de quinta a domingo. De segunda a quarta é mais tranquilo, os bares ficam mais vazios, mas a ruazinha nunca decepciona.

Como economizar em Maresias

Muita gente tem em mente que viajar para Maresias é caro. Tudo bem que isso não é totalmente uma mentira, já que os preços do bairro – exatamente por ele ser bem afastado e focado no turismo – é bem diferente do que você vê na sua cidade.

Porém, pesquisando bem, é possível passar dias lá sem estourar o limite do cartão. Basicamente a regra é: quanto mais perto da praia, mais caro. Simples né!

Um pouco mais para dentro do bairro existem outras opções, principalmente na Rua Cesp, uma via de duas pistas onde você vai encontrar a maioria dos comércios e serviços que fazem parte do dia-a-dia dos locais.

Na praia, as barraquinhas são mais baratas que os quiosques e bares grandes, além de não cobrarem consumação mínima para usar cadeira e guarda-sol. Mas não fique com vergonha de levar seu cooler com gelo e bebidas, o movimento de gente chegando preparada nas areias é grande.

Eu sei que você tem uma playlist incrível, mas não é nada legal compartilhar ela com quem só quer ouvir o barulho do mar. Então, nada de caixas de som na praia em volume de balada. Combinado?

Onde comer em Maresias

As sugestões a seguir mesclam algumas opções que estão na área turística com outras que só quem conhece bem o bairro vai te dar. Tem muita coisa espalhada por Maresias e, cada vez que volto vejo algo novo. Isso quer dizer que esse texto pode ter em breve uma parte 2.

Se você conhecer algum cantinho imperdível da vila, deixe nos comentários e ajude quem ainda está se planejando para conhecer esse cantinho lindo do litoral norte de São Paulo.

Restaurante do Mineiro

Essa dica é para quem adora experimentar aquela comidinha caseira, com tempero de casa de mãe, sabe!?

Ele era escondidinho em uma rua de terra no meio do bairro, mas agora está em novas instalações e com mais opções.

Com a ampliação do espaço, eles agora abrem a partir das 9h para o “cafezin”. Até às 11h, é possível escolher opções do cardápio ou da recheada vitrine, que é abastecida e tem salgados e doces deliciosos até às 22h.

Das 11h às 15h, o almoço é por peso e cheio de opções de comida caseira. No jantar, das 19h às 22h, o menu tem pratos feitos e porções.

Além de todas as delícias, você vai ser muito bem atendido pela família que toca o restaurante, todos sempre bem humorados e com aquele carinho mineiro irresistível.

Onde: R. Nova Iguaçu, 841

Empanadas Tucumanas e Ay Caramba

Para quem gosta de sabores argentinos, essa dica é certeira. Há 13 anos em Maresias, o casal Celeste e Darío mesclaram nos dois negócios sabores clássicos argentinos às receitas brasileiroas.

A Empanadas Tucumandas fica na pista da rodovia Rio Santos, bem perto da entrada 8 da praia.

Por lá você vai poder escolher entre mais de uma dezena de sabores de empanadas, feitas com farinha importada da argentina. Além disso, eles servem o tradicional Choripan e outras delícias.

O versão de Maresias do típico do Choripan, um clássico das ruas argentinas, vem num pão ciabatta crocante, cebola caramelizada, chimichuri caseiro e ainda acompanha fritas. Thiago Carvalho

No segundo semestre de 2021, assumiram o bar que fica anexo ao Maresias Hostel, na ruazinha que já citei, e assim surgiu a Cervejaria Ay Caramba.

Com um amplo salão, e um menu que além dos clássicos argentinos tem opções como a brasileiríssima coxinha, de quinta a domingo rola som ao vivo.

Para refrescar, as opções podem sair das torneiras de chopp ou da carta de cervejas especiais e bons drinks preparados na casa.

ONDE:
Av. Dr. Francisco Loup, 1122 (Empanadas)
R. Sebastião Romão César, 428b (Ay Caramba)

Cachoeira House Hamburgueria

Um bom hamburguer tem sempre seu lugar numa viagem, né não? A lanchonete, que fica bem mais para dentro do bairro, está ao lado de uma queda d´água.

O espaço do Cachoeira House é uma delícia e tem decoração inspirada em filmes e séries. Vale a pena ir até lá e comer o lanche saindo da cozinha, mas eles também entregam e chega sempre bem quentinho. Ah, e a maionese da casa é uma delícia, pode confiar!

Um ótimo custo benefício é o Bacon Jam Burguer, com 120g de carne, tomate, geléia de bacon, cheddar cremoso e cebola crispi artesanal, tudo isso num pão de brioche selado na manteiga.

Para os mais ousados, a dica é o Coxinha Burguer. Sim, eles misturaram duas delícias em um só sanduiche. Se você animar em experimentar essa iguaria, faz uma foto e manda pra gente ver! Reprodução/FB
ONDE? R. Nova Iguaçu, 1671

No Miolo Burguer & Bar

Ao entrar você já vai ver que a galera é apaixonada por surfe. A casa é toda decorada com uma galeria de fotos fantásticas, exaltando o esporte que leva o nome de Maresias mundo a fora. 

Um dos diferenciais da casa é você poder escolher como quer seu lanche, montando com os ingredientes que mais lhe agradam. Inclusive com boas opções veganas.

Tem também porções e petiscos, além e torneiras de chopp que abastecem os copos com receitas selecionadas por um mestre cervejeiro. Tá bom pra você?

Lá também é um dos lugares na ruazinha que tem sempre um artista mandando uma música ao vivo.

ONDE? Av. Sebastião R. César, 427

Dicas de ouro de quem morou no bairro

Como um viajante barbudo, sempre tenho que achar uma barbearia boa e com preço justo para evitar aquela aparência de náufrago. Se esse também for o seu caso, a dica é aproveitar o ótimo serviço, a boa prosa e o preço justíssimo da Barbearia do Vá, na Rua Cesp.

Como o lugar é disputado, provavelmente vai ter que esperar um pouco. Deixe seu nome na lista e, se bater aquela fome, a pedida é experimentar a famosa “coxinha do Noel”, no Doce Loucura, que fica bem do lado da barbearia.

Para quem curte um dogão no fim da noite, e estiver por Maresias num sábado, pode ir sem medo matar a larica com a Tia Ana. Ela monta seu carrinho na ruazinha em frente a um estacionamento gramado, que fica de esquina com o Maresias Hostel.

Sábado também é dia de curtir a roda de samba com a galera local de Maresias na ruazinha. O grupo Os Caiçaras toca quase toda semana no Dadinho Restaurante, mas é sempre bom ficar de olho no instagram e acompanhar a agenda.

Onde ficar em Maresias

Se você ainda está na fase de planejar sua viagem para Maresias, e ainda não sabe onde se hospedar, minha dica é o Maresias Hostel.

Com mais de 20 anos de história, e atualmente o único hostel do bairro, está localizado bem no meio da ruazinha cheia de bares e baladas, ideal para quem quer ficar a poucos passos do agito e ao mesmo tempo bem perto da praia (150 metros).

Eles têm opções de quartos compartilhados (masculino ou feminino) e também privados – todos com banheiro dentro do quarto – que podem acomodar um casal, uma família ou grupo de amigos. Todas as diárias já incluem o café da manhã para começar bem o dia.

Com mais de 40 quartos em diferentes configurações, o Maresias Hostel faz parte da Hostelling Internacional, a maior rede de hostels do mundo. O hostel é certificado internacionalmente por suas ações sustentáveis, como a autosuficiência em energia, com cerca de 90 placas solares, as piscinas mineralizadas (sem produtos químicos), o reaproveitamento de materiais na cosntrução e decoração da casa, entre outras iniciativas. Divulgação

Além disso, quem quiser surfar pode alugar pranchas e até pedir indicação de professores para iniciar no esporte. Os hóspedes do hostel têm descontos para aluguel de bicicletas e recebem as melhores dicas de passeios e roteiros. Só trocar uma ideia com a galera da recepção que eles te ajudam.

Tem também duas piscinas que são o ponto de encontro entre os grupos de hóspedes, surgem novas amizades e rola aquela integração típica dos hostels. Quem quer economizar ainda mais, pode preparar seu próprio rango na cozinha compartilhada do hostel.

Diego Bonel
Diego Bonel
Jornalista especializado na cobertura do mercado de hostels no Brasil. Desde 2017, está mergulhado na vivência dos hostels pelo país. Adora conhecer as histórias dos viajantes pelo caminho e criou o Brasil Hostel News para compartilhar a cultura hosteleira entre os viajantes brasileiros.

Leia Também

Pular para o conteúdo