Feira Hosteleira aproxima profissionais de hostels e estudantes de hotelaria

Evento será realizado pelo Centro Universitário SENAC Águas de São Pedro por sugestão dos próprios alunos

0
294

Aproximar o conhecimento acadêmico da realidade do que é praticado no mercado é sempre um desafio, independente da área de estudo. No turismo, a hostelaria ainda é um dos setores menos investigados pelos pesquisadores. 

O crescimento e profissionalização do mercado nos últimos anos, além da disseminação da cultura de hostel entre os viajantes brasileiros, colaborou para que no Centro Universitário SENAC de Águas de São Pedro a hostelaria fosse sugerida pelos próprios alunos como tema do projeto de extensão, batizado de Feira Hosteleira, que acontece online neste link no dia 27 de novembro, a partir das 9h.  

A roda de conversa vai contar com a co-fundadora do Ô de Casa Hostel, na Vila Madalena, em São Paulo; a sócia do Anhembi Hostel, Marina Russo; o editor do Brasil Hostel News, Diego Bonel; e a alula Gabriela Selli, entusiasta e idealiadora do evento. A condução será do professor Gabriel Coletti.

“Com o projeto de extensão em hospitalidade eu tinha diversas possibilidades para desenvolver, mas o meio de hospedagem que mais demanda hospitalidade na minha opinião e experiência própria é o hostel”, destaca Gabriela, que atualmente está aproveitando o momento de aulas remotas para viver uma experiência de turismo colaborativo em Búzios.  

Aproximar o mercado da sala de aula, e democratizar o conhecimento criado dentro das instituições de ensino com a sociedade, são segundo o professor Gabriel os compromissos que procuram ter no curso. “É uma ponte que tem que ser realizada com frequência. Muitos do conhecimentos teóricos estudados em sala de aula são fruto de observações de mercado, da realidade do dia a dia”, garante o professor. 

“Essa aproximação só agrega para o mercado Hosteleiro”, crava Marina Russo. Ainda segundo a hosteleita, eventos como esse trazem a profissionalização para o setor e um consequente reconhecimento. “Devemos estar mais próximos das faculdades e instituições de ensino pois são eles que irão formar futuros empreendedores e gestores”, ressalta a empresária.

Além de querer estudar o tema da hostelaria, Gabriela almeja que “com esse evento mais pessoas conheçam o trabalho sério da hostelaria e que deixem preconeitos pra trás através da informação”. 

A participação é aberta a todos os interessados gratuitamente. Basta clicar nesse link aqui e se agendar para acompanhar o bate-papo sobre hostelaria nacional, à partir das 9h.

Anúncios